sexta-feira, maio 21, 2010

# 068

"
(...)
- Qual é a coisa mais importante para você como pessoa?
Zagallo ficou muito pensativo. Seu rosto demonstrava o esforço mais bonito do homem: o esforço de pensar e de se autoconhecer. Senti que estava sendo doloroso para ele escolher e que ele achava importante escolher. Finalmente disse:
- É não desejar mal ao próximo.
Mas tenho certeza de que ele quis dizer outra coisa. Aliado à sua expressão fisionômica, de repente sublimizada, traduzo o que ele quis dizer: amar ao próximo como a si mesmo.
- O que é amor, Zagallo?
É provável que ele, como a maioria das pessoas, nunca tenha parado o movimento de vida pra reflexionar sobre a vida, e sobretudo para se fazer essa pergunta capital: o que é o amor? Ficamos em silêncio apesar da pressa, pois Zagallo já tinha sido chamado várias vezes avisando que os jogadores estavam em campo esperando por ele. Mas o clima entre nós era de paciência. Afinal ele disse, e seu rosto ficou muito bonito quando ele disse:
- É um sentimento recíproco.
Depois pareceu aliviado de ter enfim definido o indefinível, animou-se mais e me perguntou:
- O que é que você acha dessa agitação dos estudantes no mundo inteiro?
(...)
"

Zagallo
em entrevista a Clarice Lispector

Um comentário: