segunda-feira, setembro 14, 2009

# 061

Uma planta que forma coração, com vários fios de trepadeira. Não o de carne que quando visto lembra espeto, um contorno desses de desenho em árvore, sem átrio nem ventrículo, mas com dois nomes dentro. Vivo, vermelho nº46. No caso verde, o da planta ainda sem flor.
- Amor agarradinho é o nome... sabe por que chama assim?
- ... porque é agarradinho.
Respondeu a menina que ainda nem tamanho tinha, mas já quatro anos, uma graduação.
- Esse nome é dela, ou colocaram nela?
- ...
Nem o mestrado respondeu meio metro de provocação.
Nem residência e já doutora do coração.

5 comentários:

Roney Freitas disse...

botânica

Amanda Ferreira disse...

(sorriso)

Roney Freitas disse...

(...pior que eu ía mesmo explicar o nome pela forma da flor, só então vi que poderia ter surgido da ação da planta.

Eu, tão ingênuo perto das crianças de hoje. Já agarram cedo o conceito do amor e põem em dúvida o que se pretende platônico)

Joana disse...

que delícia de conversa, eu queria ter vivido isto!

Roney Freitas disse...

muito bom poder viver esses momentos (criança é a melhor experiência de se estar vivo)