sábado, fevereiro 28, 2009

# 046

...e tinha um pão doce aberto há muito na mesa. 
Um lado já pegava bolor, mas a outra ponta ainda não. 
E acertei: mordi um lado certo! 
(... podia ser assim sempre, Alice, até o pão acabar...) 

5 comentários:

Amanda Ferreira disse...

wonderland.

(desculpa o estrangeirismo, mas nesse caso a expressão em inglês diz muito mais que em português)

Amanda Ferreira disse...

(do que
em português)

(purista)

Guilherme disse...

nada a ver, mas outro dia sonhei que meus braços estavam embolorados.

horrível sensação. depois os bolores ficavam ácidos e derretiam minha pele até eu ver o osso.

só queria dividir este sonho agradável heheh

Roney Freitas disse...

... ! ...mas achei boa a imagem (do couro da pele embolorado)

Roney Freitas disse...

(no Cem Anos de Solidão tinha isso, né, no período de grandes chuvas, em que até a pele das pessoas ganharam um tom esverdeado)